Mundo dividido sobre ação militar na Líbia…

Os ataques começaram no sábado e hoje, segunda-feira, já há questionamentos a respeito do uso da força contra o regime de Kadafi. Lembro sempre que os cinco membros do Conselho de Segurança (de um total de quinze) que se abstiveram foram Rússia, China, Alemanha (que é membro importante da OTAN), Índia e Brasil.

Putin disse o que disse (vide post anterior). Os chineses já estão acusando a coalizão de “violar leis internacionais”. A Alemanha falou que não pretende se envolver (o que, com o ceticismo da Turquia, pode dificultar um pouco que a OTAN se envolva diretamente, o que pode acabar acontecendo mesmo). E Obama já demonstrou a intenção de transferir o comando das operações para aliados (em outras palavras, deu o recado de que não vai mandar tropas no caso de uma intervenção por terra).

Muamar continua resistindo. Com aquele jeitinho simpático e o talento para se vestir, vai acabar angariando simpatia para sua causa (de permanecer no poder oprimindo os oprimidos).

E isso tudo apenas no terceiro dias dos confrontos… Continuar lendo

Putin compara intervenção na Líbia a uma chamada para as cruzadas

Já tinha cantado essa pedra! Putin falou, e falou em uma fábrica russa de mísseis balísticos! Será que tem algum significado o contexto desse pronunciamento ou foi só coincidência?

Dessa declaração de Putin para a transformação dos ataques em “nova cruzada” basta um bom jogo de marketing e a disposição ao conflito!

Respeito muito Vladimir Putin, é só o que digo…

21/03/2011

Putin: Libya Intervention Is like ‘Crusades’

VOTKINSK, Russia (Reuters) – Russian Prime Minister Vladimir Putin on Monday likened the U.N. Security Council resolution supporting military action in Libya to medieval calls for crusades.

“The resolution is defective and flawed,” Putin told workers at a Russian ballistic missile factory. “It allows everything. It resembles medieval calls for crusades.”

(Reporting by Gleb Bryanski; editing by Steve Gutterman)

A Liga Árabe, o Levante e a Líbia…

Encontro da Liga Árabe em 2010 - olha quem ficou bem na foto!

Vamos ver até quando a Liga Árabe manterá o apoio aos ataques da coalizão sob a égide da Resolução nº 1973/2011 do Conselho de Segurança da ONU.

O Conselho de Cooperação do Golfo (que integra, entre outros, Arábia Saudida e Barein) também já havia se manifestado favoravelmente a medidas mais enérgicas por parte do Conselho de Segurança da ONU.

Relembro que o Levante continua em curso no Mundo Árabe. Com as atenções voltadas para a Líbia, fica mais fácil conter as manifestações populares em outros países, inclusive com o uso (ou abuso) da força contra os manifestantes…

Tudo tem um propósito em Política Internacional. Continuar lendo

China lamenta intervenção militar na Líbia…

São 17:45h na Rússia, e até o momento não há nada no portal oficial do governo, nem no do Primeiro Ministro.

China também se pronunciando… Interessante que na página oficial do Governo da República Popular da China não há qualquer referência aos acontecimentos na terra de Kadafi. Continuar lendo