Vítimas do Terrorismo no Brasil III

Dando continuidade ao tema da semana, segue uma lista das vítimas do terrorismo no Brasil. Desta vez listo os nomes dos mortos a partir dos “anos de chumbo”, que têm como marco inicial o Ato Institucional n. 5 (AI-5).

Todos os nomes constam de uma lista publicada por Reinaldo Azevedo em seu blog, em janeiro de 2010. Totalizam 120 pessoas. Note-se que a relação começa do número 20, pois os outros foram assassinados antes de 13/12/1968 (AI-5) – esses nomes estão aqui no post Vítimas do Terrorismo no Brasil I.

Relação cronológica dos mortos pelas mãos de terroristas entre os anos de 1969 a 1974.
 
20) 07/01/69 – Alzira Baltazar de Almeida  – dona de casa – Rio de Janeiro/RJ
Uma bomba jogada por terroristas embaixo de uma viatura policia, estacionada em frente à 9ª Delegacia de Polícia, ao explodir, matou Alzira, que passava pela rua
 
21) 11/01/69 – Edmundo Janot  – Lavrador – Rio de Janeiro / RJ
Morto a tiros, foiçadas e facadas por um grupo de terroristas que haviam montado uma base de guerrilha nas  proximidades da sua fazenda.
 
22) 29/01/69 – Cecildes Moreira de Faria  – Subinspetor de Polícia – BH/ MG
23) 29/01/69 – José Antunes Ferreira – guarda civil – BH/MG
Policiais chegaram a um “aparelho” do Comando de Libertação Nacional (Colina), na Rua Itacarambu nº 120, bairro São Geraldo. Foram recebidos por rajadas de metralhadora, disparadas por Murilo Pinto Pezzuti da Silva, “Cesar’ ou “Miranda”, que mataram o subinspetor Cecildes Moreira da Silva (ver acima), que deixou viúva e oito filhos menores. Ferreira também morreu. Além do assassino, foram presos os seguintes terroristas: Afonso Celso L.Leite (Ciro), Mauricio Vieira de Castro (Carlos), Nilo Sérgio Menezes Macedo, Júlio Antonio Bittencourt de Almeida (Pedro), Jorge Raimundo Nahas (Clovis ou Ismael) e Maria José de Carvalho Nahas (Celia ou Marta). No interior do “aparelho”, foram apreendidos 1 fuzil FAL, 5 pistolas, 3 revólveres, 2 metralhadoras, 2 carabinas, 2 granadas de mão, 702 bananas de dinamite, fardas da PM e dinheiro de assaltos. Continuar lendo

Isabel e Leopoldina

Imperatriz Leopoldina - a princesa austríaca que amava o Brasil. A primeira mulher a governar este País.

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, convém lembrar que este país já esteve sob o governo de duas grandes mulheres: a Imperatriz Leopoldina e a Princesa Isabel. Enquanto a primeira teve participação fundamental no processo de independência e sempre demonstrou amor por esta terra que adotou, a segunda, sua neta, entrou para a história como a Redentora, pondo fim à chaga da escravidão, mesmo às custas de sua coroa!

Isabel, a Redentora - a segunda mulher a governar o Brasil. Porque a escravidão acabou no Império, pelas mãos de uma princesa! Esse mérito republicano nenhum consegue tomar!

Leopoldina e Isabel! Duas grandes mulheres que ilustram bem o avanço político do Brasil sob o regime monárquico! Oxalá a Presidente Dilma tenha o mesmo talento e altivez para governar o País como suas antecessoras!

Viva a Imperatriz Leopoldina! Viva a Princesa Isabel! Viva o Império do Brasil!

Dia Internacional da Mulher

Nesta data, minha homenagem e reverência a todas as mulheres! Sem vocês nossa vida não tem sentido!

Se poeta fosse, escreveria uma poesia em sua homenagem. Se artista fosse, pintaria um quadro em sua homenagem. Como não sou nada disso, busco dentre as obras daqueles mais talentosos e ofereço a vocês…

…uma canção…

Mulher Nova Bonita E Carinhosa Faz O Homem Gemer Sem Sentir Dor

Composição: Otacílio Batista / Zé Ramalho

Numa luta de gregos e troianos,
Por Helena, a mulher de Menelau,
Conta a história de um cavalo de pau,
Terminava uma guerra de dez anos.
Menelau, o maior dos espartanos
Venceu Páris, o grande sedutor,
Humilhando a família de Heitor
Em defesa da honra caprichosa.
Mulher nova, bonita e carinhosa
Faz o homem gemer sem sentir dor.

Alexandre, figura desumana,
Fundador da famosa Alexandria,
Conquistava na Grécia e destruía
Quase toda a população Tebana.
A beleza atrativa de Roxana
Dominava o maior conquistador
E depois de vencê-la, o vencedor
Entregou-se à pagã mais que formosa.
Mulher nova bonita e carinhosa
Faz um homem gemer sem sentir dor.

A mulher tem na face dois brilhantes
Condutores fiéis do seu destino.
Quem não ama o sorriso feminino
Desconhece a poesia de Cervantes.
A bravura dos grandes navegantes
Enfrentando a procela em seu furor,
Se não fosse a mulher, mimosa flor,
A história seria mentirosa.
Mulher nova, bonita e carinhosa
Faz o homem gemer sem sentir dor.

Virgulino Ferreira, o Lampião,
Bandoleiro das selvas nordestinas,
Sem temer a perigo nem ruínas
Foi o rei do cangaço no sertão,
Mas um dia sentiu no coração
O feitiço atrativo do amor.
A mulata da terra do condor
Dominava uma fera perigosa.
Mulher nova, bonita e carinhosa
Faz o homem gemer sem sentir dor.

http://www.youtube.com/watch?v=xVg6KyijgwM&feature=related

…uma flor…

Flor (o Criador fez, eu só fotografei…)

… e, novamente, minha reverência!

PARABÉNS, MULHERES!