A “Primavera Turca”, um século antes

Esta quem me mandou foi minha amiga Carmen Lícia, que passa o semestre nas maravilhosas terras francesas! Nesses tempos de Levante no mundo árabe, tem-se um artigo interessante sobre as mudanças na Turquia no início do século passado sob o movimento dos “jovens turcos”. Bom lembrar que o tenentismo no Brasil foi influenciado pelas idéias daqueles militares da Grande Porta.

Printemps arabe : modèle turc ou cauchemar politique ?

lundi 13 février 2012, par Henri Lacour
Tags : Politique

Une étude de François Georgeon éclaire sur les racines oubliées de la révolution jeunes-Turcs de 1908

En écho aux bouleversements actuels du monde arabe, François Georgeon, membre du laboratoire d’études turques et ottomanes (EHESS) revient sur la révolution Jeunes Turcs de 1908 dans l’Empire ottoman à travers son livreL’ivresse de la liberté. Cette révolution constitua en effet la première expérience révolutionnaire moderne et inédite contre l’autocratie au Moyen-Orient. Les révoltes arabes d’aujourd’hui doivent-elle s’en inspirer ? Continuar lendo

“Qualquer lei que contrarie a Sharia é nula e vazia”…

Preocupou-me a declaração do líder do Conselho Nacional de Transição líbio, no último domingo… Essa nova fase do Levante pode transpordar para países da África do Norte e do Oriente Médio, com conseqüências que não serão boas para ninguém, nem para aqueles países, muito menos para sua população, tampouco para o Ocidente… Parece que a democracia (nos padrões ocidentais) ainda vai demorar a chegar à região…

¿Se vuelve islamista la Primavera Árabe?

Alejandro D. Zajac
BBC Mundo: Martes, 25 de octubre de 2011

“Cualquier ley que contradiga la Sharia (ley islámica) es nula y vacía”, dijo el líder del Consejo Nacional de Transición (CNT) libio, Mustafa Jalil, el pasado domingo. La preocupación por la dirección que tomarán países como Túnez, Egipto, y Libia no tardó en sentirse en Occidente.

Mujeres festejan tras los comicios en TúnezLos derechos de las mujeres son un punto clave en las futuras consituciones de los países árabes.

También hubo repercusión en la prensa africana. “¿Se arrepentirán los occidentales?” por combatir a Gadafi, se preguntaba en L’Observateur de Burkina Faso. La sola mención de la Sharia encendió las alarmas. Continuar lendo

Como manipular a informação…

Os dois artigos a seguir retirei de uma das mailing lists que recebo. Esta, particularmente, é produzida por seguimentos de esquerda (claro que acompanho a maneira como a esquerda percebe o mundo! Fundamental conhecer para se poder criticar com propriedade, né? Mas, lembro sempre, tenho amigos de esquerda…).

Inseri os artigos para que o leitor possa refletir um pouco como a informação pode ser tratada para produzir deferentes verdades. Não vou comentar mais nada. Leia e tire suas próprias conclusões…

LIBIA -La Resistencia Libiacombate contra los mercenarios – Opositores pro-OTAN  retroceden ante ofensiva leal a Gaddafi en Sirte

 Cientos de heridos se registran entre la población de Sirte, debido a los bombardeos dela OTANy a los combates entre mercenarios y la resistencia libia. Continuar lendo

Agravamento da situação no Egito ameaça as relações com Israel

A situação só piora no Egito… Com a invasão da embaixada israelense, e os protestos nas ruas contra a nação judaica, difícil prever até onde se pode chegar… Se esses radicais conseguirem influência no Governo do Cairo, o cenário ficará muito ruim. Os “protestos por democracia” começam a mostrar uma face sobre a qual já tínhamos alertado.

O Egito, junto com a Jordânia, são os dois países árabes que mantêm relações com Israel (não tenho certeza o Líbano também o faz). De toda maneira, o rompimento de relações entre o Cairo e Tel Aviv só geraria desequilíbrio na região e uma crise de dimensões imprevisíveis…

Sob o Mubarak ao menos havia estabilidade no equilíbrio de poder da região…

 Folha.com – 10/09/2011 – 10h22

Premiê do Egito oferece renúncia após invasão na embaixada, diz TV

DA REUTERS, NO CAIRO (EGITO)
 

O premiê do Egito, Essam Sharaf, ofereceu sua renúncia neste sábado, após os violentos confrontos da noite anterior entre as forças de segurança e manifestantes, ao redor da Embaixada de Israel no Cairo. Continuar lendo

Uma visão russa da Líbia e do Levante

Excelente entrevista com o velho Primakov, que continua lúcido. Não é à toa que o homem foi Ministro das Relações Exteriores e chefe da Inteligência Externa da Rússia. Gostei, particularmente, da análise sobre o perfil de Kadafi e do imbróglio em que o Ocidente está se metendo. Recomendo a leitura.

SPIEGEL ONLINE
07/26/2011 05:52 PM
 

Interview with Former Russian Prime Minister – ‘What Will Happen After Gadhafi?’

By Matthias Schepp and Bernhard Zand
 

In an interview with SPIEGEL, 81-year-old former Russian Prime Minister, Foreign Minister and chief of foreign intelligence Yevgeny Primakov discusses the situation in Libya and Russia’s concerns about an “explosive trend” in NATO operations. Continuar lendo

Rebeldes repelidos para o sul da capital líbia…

É… Kadafi contra-ataca… E olha a origem dos mísseis que repeliram o avanço rebelde! Trípolo resiste…

Rockets push back rebels south of Libyan capital

Photo
Reuters, 01JUL2011 – 3:34pm EDT

By Anis Mili

BIR-AYYAD, Libya (Reuters) – Libyan rebels who had advanced to within 80 km (50 miles) of Muammar Gaddafi’s stronghold in the capital were forced to retreat on Friday after coming under a barrage of rocket fire from government forces.

The rebels’ advance five days ago to the outskirts of the small town of Bir al-Ghanam had raised the possibility of a breakthrough in a four-month old conflict that has become the bloodiest of the “Arab Spring” uprisings Continuar lendo

Muamar ainda está lá, e quer continuar…

Pois é, não é que o Muamar continua lá?!? Eu disse, eu disse que ele ia demorar a cair (só para me contradizerem, é capaz do Cauby de Trípoli ser derrubado amanhã mesmo! Mas, de toda maneira, resistiu bem, não?!)! E opior é que a OTAN ainda não conseguiu apresentar ao mundo alguém com autoridade suficiente para ocupar o lugar do Paulo Beti da Líbia! Quem é o principal líder rebelde? Quem ficará no lugar de Kadafi? O que sei é que ele é, definitivamente, teimoso… E não deixará o poder facilmente…

Gaddafi revives offer of vote to end Libya conflict

Photo
Reuters, 26JUN2011 – 1:39pm EDT
By Nick Carey

TRIPOLI (Reuters) – The Libyan government on Sunday renewed its offer to hold a vote on whether Muammar Gaddafi should stay in power, a proposal unlikely to interest his opponents but which could widen differences inside NATO. Continuar lendo

Guerra na Líbia: coalizão enfraquecendo-se…

Já havia comentado sobre o assunto no post anterior… De toda maneira, que o desgaste parece ocorrer mais do lado da OTAN que junto ao Cauby de Trípoli, ah isso parece! Como ficam as forças da coalizão se a Itália pular fora? E se os italianos desistirem, será que os demais continuarão tão animados a combater? 

NATO chief says alliance will finish job in Libya

Reuters – 8:28pm EDT  – By Nick Carey

TRIPOLI (Reuters) – NATO’s chief on Thursday dismissed a call from Italy for a suspension of hostilities in Libya and tried to reassure wavering members of the Western coalition that Libyan leader Muammar Gaddafi can be beaten. Continuar lendo