Agravamento da situação no Egito ameaça as relações com Israel

A situação só piora no Egito… Com a invasão da embaixada israelense, e os protestos nas ruas contra a nação judaica, difícil prever até onde se pode chegar… Se esses radicais conseguirem influência no Governo do Cairo, o cenário ficará muito ruim. Os “protestos por democracia” começam a mostrar uma face sobre a qual já tínhamos alertado.

O Egito, junto com a Jordânia, são os dois países árabes que mantêm relações com Israel (não tenho certeza o Líbano também o faz). De toda maneira, o rompimento de relações entre o Cairo e Tel Aviv só geraria desequilíbrio na região e uma crise de dimensões imprevisíveis…

Sob o Mubarak ao menos havia estabilidade no equilíbrio de poder da região…

 Folha.com – 10/09/2011 – 10h22

Premiê do Egito oferece renúncia após invasão na embaixada, diz TV

DA REUTERS, NO CAIRO (EGITO)
 

O premiê do Egito, Essam Sharaf, ofereceu sua renúncia neste sábado, após os violentos confrontos da noite anterior entre as forças de segurança e manifestantes, ao redor da Embaixada de Israel no Cairo. Continuar lendo