Dilma e a Defesa

O discurso está até bom. Entretanto, o corte de 4,4 bilhões (25% do orçamento da pasta) foi mantido. Admiro a capacidade das Forças em lidar com orçamento tão reduzido.

E, repito, incomodam-me os gastos com alguns dos 865.312 ministérios e secretarias, bem como o patrocínio a blogs de artistas e a projetos artístico-culturais duvidosos. Alguém um dia conseguirá me explicar a razão da INFRAERO gastar tanto com publicidade se detém um monopólio…

Um governo que tenta cortar gastos deveria, primeiramente, enxugar a máquina, reduzir sua estrutura, e parar de torrar milhões em patrocínio a organizações não-governamentais e em projetos sem sentido. Bom, mas isso é assunto para outro post…

É triste como as autoridades brasileiras tratam a Defesa… Espero que o quadro mude com a nova Presidente… Espero mesmo…

Brasil “corrigiu seus caminhos”, diz Dilma a militares

terça-feira, 5 de abril de 2011 14:51 BRT

BRASÍLIA (Reuters) – A presidente Dilma Rousseff defendeu nesta terça-feira os gastos do governo com a defesa do país e, numa referência aos anos do regime militar, disse que o Brasil corrigiu seu caminho, atingindo maturidade institucional. Continuar lendo