O impacto da prisão de Mladic para a Sérvia

Análise interessante do semanário Der Spiegel sobre o significado da prisão de Mladic para a Sérvia. Três aspectos do caso a serem considerados: (1) as (boas) relações de Mladic com as forças de paz da ONU presentes na região durante o conflito, o que permite reflexões (que deixarei aos leitores) sobre o papel e os interesses dessas organizações internacionais e da tal “intervenção humanitária” em uma guerra como a da Bósnia (negócios, negócios, sempre negócios…); (2) o papel dos serviços de inteligência na guerra, interferindo mesmo em assuntos internos de outros países; (3) a importância de Mladic como líder na Sérvia e o alcance do Direito Internacional Humanitário na persecução penal e na punição a grandes criminosos de guerra.

Recomendo a meus alunos de Direito Internacional dos Conflitos Armados/Direito Internacional Humanitário.

SPIEGEL ONLINE 05/31/2011 02:28 PM
 

Facing the Past – What the Mladic Arrest Means for Serbia’s Future

By Renate Flottau and Walter Mayr

The arrest of Bosnian-Serb military leader Ratko Mladic last week marked the end of a 16-year manhunt and he is now to stand trial on charges of crimes against humanity and genocide. But questions remain as to how he was able to remain at large for so long — and the Balkans remain volatile. Continuar lendo

Ainda de Moscou: um novo Pacto de Varsórvia?

Agora os russos querem fortalecer a CSTO, uma espécie de braço militar da Comunidade de Estados Independentes (CEI) – alguém lembra da CEI? Pois é, os russos lembram. Seria uma tentativa de forjar um novo “Pacto de Varsóvia” mais a leste? Ou o Kremlin só informa que continua no controle militar do território da antiga União Soviética?

O que é fato é que Moscou nunca digeriu a entrada de seus ex-satélites do Leste Europeu na União Européia e muito menos na OTAN. Vale ficar de olho…

Além do mais, gosto das análises de Lukyanov…

Em tempo: o website da CSTO é: http://www.odkb.gov.ru/start/index_aengl.htm (e o mais interessante é que é do governo russo…)

Uncertain World: CSTO must evolve into military alliance

Weekly column by Fyodor Lukyanov – 12:23 28/04/2011

 http://en.rian.ru/columnists/20110428/163750621.html UN Secretary General Ban Ki-Moon addressed an enlarged meeting of the Collective Security Treaty Organization’s Permanent Council at its Moscow headquarters on April 22. Analysts view this as an important milestone. Continuar lendo

Cutucando onça com vara curta…

Os georgianos se mostram, no mínimo, “ousados” com a iniciativa de aprovar o reconhecimento do que seria um genocídio promovido pelos russos na Circássia (não é ali que nasceu Stálin?)… O problema é que, pelo visto, esqueceram que estão no quintal da Rússia e que Moscou tem uma maneira bastante peculiar para lidar com essas questões. Não boto fé que os EUA se mexeriam muito em socorro à Geórgia em uma evental reação do Kremlin.

Sei não, mas parece-me que estão cutucando a onça (ou o urso) com vara curta…

Ah, sim! Se alguém se interessar pelo tema, segue o link de um importante jornal georgiano (hehehe) que publica em inglês: http://www.civil.ge/eng/category.php?id=50

Uncertain World: Georgia’s risky decision to recognize the Circassian genocide

12:24 26/05/2011  
Weekly column by Fyodor Lukyanov
© RIA Novosti.
The Georgian parliament has voted to recognize the 1864 genocide against the Circassian people in the Russian Empire. Givi Targamadze, head of the parliamentary committee on security and defense, has proposed discussing acts of genocide against other North Caucasus peoples. The political calculus behind Georgia’s actions is obvious. But the Georgian government seems to be underestimating the risks. Continuar lendo

Poder e Sexo: uma associação antiga…

Aproveitando o escândalo do Dominique (Strauss-Kahn), segue entrevista com psicólogo holandês sobre a relação entre o poder e a libido dos poderosos. Indubitavelmente, o poder estimula a libido. Poderia ser diferente?

‘Powerful Men Have an Overactive Libido’

As the former head of the International Monetary Fund awaits trial in New York on sexual assault charges, SPIEGEL ONLINE speaks to Dutch sociobiologist Johan van der Dennen about the relationship between sex and power. Powerful men, van der Dennen says, “just take what they want.” Continuar lendo

Tropas estadunidenses e da OTAN no Afeganistão.

Achei interessante postar esta informação. Além dos 90.000 estadunidenses e dos 9.500 britânicos, são  4.341 alemães, 3.850 franceses, 3.688 italianos, 2.922 canadenses e outros contingentes menores. Pergunto-me o que os três austríacos e os 4 islandeses estão fazendo lá.

 Fonte: BBC News – http://www.bbc.co.uk/news/world-south-asia-11795066 
 

Afghan troop map: US and Nato deployments

Afghan troop deployment

The US is the largest contributing nation to the international forces in Afghanistan whose numbers now total, more than 140,000. Continuar lendo

Ataque suicida mata o chefe da polícia do Afeganistão

O conflito no Afeganistão está muito longe de acabar. A notícia lembrou-me o atentado, há alguns meses, que acabou com o escritório da CIA no país (creio que morreram os 18 oficiais de inteligência que lá se encontravam) e matou o chefe da inteligência da Jordânia, tido com um brilhante homem de informações.

BBC News
28 May 2011 Last updated at 23:15 GMT

General Daud

General Daud was attending a meeting with other officials when the bomber struck, reports say
The police commander for northern Afghanistan has been killed in a suicide bomb attack on the provincial governor’s compound in Takhar.

Gen Mohammad Daud Daud is one of at least six people killed in the attack, claimed by the Taliban. Continuar lendo

Chegamos aos 10 mil acessos!

Chegamos aos 10 mil acessos! Agradeço a meus 12 assíduos e insistentes leitores e a todos os que nos têm apoiado neste site e em seu blog! Estou realmente muito satisfeito com a marca alcançada em quatro meses! Devo esse resultado a vocês, leitores (mesmo porque mamãe já se cansou de ficar entrando no site toda hora para inflar as estatísticas, hehehehe)! 

Obrigado a todos e vamos adiante! Abraço!

 

Hackers atacam setor de Defesa nos EUA

Este é o último da sexta… Não é de hoje que grito no deserto por maior atenção às vulnerabilidades no ciberespaço brasileiro. Tanto na esfera pública quanto no meio privado, são poucas as organizações com capacidade de fazer frente a invasão por hackers, seja em um contexto de guerra cibernética, seja sob a égido do ciberterrorismo ou dos cibercrimes. Há que se ficar de olho!

Reuters, 27/05/2011: http://www.reuters.com/article/2011/05/27/us-usa-defense-hackers-idUSTRE74Q6VY20110527

Exclusive: Hackers breached U.S. defense contractors

Photo
7:51pm EDT

By Jim Finkle and Andrea Shalal-Esa

BOSTON/WASHINGTON (Reuters) – Unknown hackers have broken into the security networks of Lockheed Martin Corp (LMT.N: Quote, Profile, Research, Stock Buzz) and several other U.S. military contractors, a source with direct knowledge of the attacks told Reuters.

They breached security systems designed to keep out intruders by creating duplicates to “SecurID” electronic keys from EMC Corp’s (EMC.N: Quote, Profile, Research, Stock Buzz) RSA security division, said the person who was not authorized to publicly discuss the matter. Continuar lendo

Apache na Líbia

Brinquedinho bom… Fica a matéria para os interessados em assuntos de Defesa.

Los Apache: un arma de doble filo entra al conflicto libio

Caroline Wyatt – Corresponsal de Defensa, BBCBBC: http://www.bbc.co.uk/mundo/noticias/2011/05/110527_apache_arma.shtml
Última actualización: Viernes, 27 de mayo de 2011
Apache

Los talibanes los llaman los “mosquitos”. Pero saben que su picadura es letal y así le temen.

Para las fuerzas terrestres británicas en la provincia de Helmand, en Afganistán, el ver y escuchar a un helicóptero Apache en los cielos cercanos es una sensación reconfortante.

La aeronave es piloteada por una tripulación de dos hombres del cuerpo aéreo del ejército británico, entrenados primero como soldados y luego como aviadores. Continuar lendo

Mercenários

Ainda na linha das matérias sobre mercenários, segue mais um artigo da BBC. Na América Latina, os colombianos são uma opção exatamente porque o conflito no país arrefeceu. Há muitos combatentes sendo desmobilizados, e que acabam atraídos para conflitos em outras partes do mundo, sob promessa de bons salários ou ao menos condições razoáveis de vida.

Chega a ser irritante ver comentários em alguns veículos de imprensa por aqui criticando o recurso a mercenários, com especialistas declarando-se ultrajados ou mesmo surpresos com o uso dos soldados da fortuna. Parece até que é novidade!

Ora, mercenários são uma alternativa desde sempre. São mais uma categoria de prestadores de serviços. Profissão como qualquer outra. Muitos só sabem fazer isso: combater. E trabalharão para quem lhes pagar melhor, seja um Estado, seja uma empresa ou mesmo uma organização criminosa.  Agora, atire a primeira pedra quem nunca recorreu a eles.

Claro que a Colômbia não é o único exportador de mercenários no continente. Mas fico por aqui com meus comentários…

Mercenarios colombianos, producto de exportación

Última actualización: Viernes, 27 de mayo de 2011

Primero fue Irak, luego Afganistán y ahora Emiratos Árabes Unidos.

La única respuesta del gobierno colombiano a la denuncia ha sido el anuncio de una investigación por parte del Ejército.

Se trata de los destinos a donde han viajado en la última década mercenarios reclutados en Colombia, un país que está en conflicto armado desde mediados de los años 60 del siglo pasado y donde no es delito preparar a esos combatientes.

El más reciente caso fue denunciado por The New York Times, que asegura que un grupo de mercenarios colombianos viajó a Emiratos Árabes Unidos a prestarle servicios de seguridad a la familia real de ese país. Continuar lendo

Síria não é Líbia…

Recebi de minha caríssima amiga, Carmen Lícia Palazzo e, naturalmente, publico aqui no site, reproduzindo também seu comentário, sempre lúcido e vindo de uma especialista na região: “Acho importante lembrar que a Síria é um país bem mais complexo do que a Líbia e o fato de que o Assad tem aliados importantes pode fazer com que um ataque leve a região a um grande caos. Sem contar que o exército sírio é excelente.” Recomendo especialmente a meus alunos de Relações Internacionais.

Why Libya, But Not Syria?

Moisés Naím Huffington Post, May 18, 2011
http://carnegieendowment.org/publications/?fa=view&id=44067
 
 

Why are the United States and Europe attacking Tripoli with bombs and Damascus with words? Why are they putting so much effort into bringing down Libya’s brutal tyrant and so timid in their dealings with his equally cruel Syrian counterpart?

Let’s start with an explanation that is as common as it is wrong: oil. Libya has a lot more of it than Syria and therefore the real reason for the military aggression against Libya is to take over its oil fields. The problem with this view is that if the West wanted reliable access to Libyan oil, Gaddafi was a far safer bet than the chaos and uncertainty resulting from NATO’s armed intervention. Western oil companies operated without any major problems with Gaddafi and it is safe to assume that from their perspective there was no need for such radical regime change. Continuar lendo

Russos e estadunidenses…

Já que falei em cooperação russo-francesa, segue notícia sobre aproximação russo-estadunidense no campo da defesa. Impossível imaginar isso há trinta anos!

Russian, U.S. military improve cooperation – report

Russian,U.S.military improve cooperation – report © REUTERS/ Kevin Lamarque

20:22 26/05/2011 – http://en.rian.ru/mlitary_news/20110526/164253653.html

 The U.S.-Russian presidential commission said on Thursday that bilateral military cooperation had improved lately as part of the “reset” in relations between the two countries.

“The ties between our armed forces continue to strengthen,” a joint report by a working group on military cooperation within the framework of the commission said. Continuar lendo

Captura de Ratko Mladic: ponto para a Justiça Penal Internacional

Não poderia deixar de registrar meu voto de louvor (jargão do Parlamento) pela captura de Ratko Mladic. Evento importante para a Justiça Penal Internacional e para aqueles que lutam pela punição de grandes criminosos de guerra pelo mundo.

Ratko Mladic. Carniceiro da Bósnia pode ser julgado no Tribunal Penal Internacional

por Sara Sanz Pinto, Publicado em 27 de Maio de 2011
 
Acusado de ser responsável pela morte 8 mil homens e rapazes bósnios de origem muçulmana, o antigo militar vivia numa aldeia com um nome falso
O antigo general sérvio Ratko Mladic era o último dos líderes militares da ex-Jugoslávia ainda procurado por crimes de guerra, genocídio e outros crimes contra a humanidade, cometidos durante o conflito na Bósnia-Herzegovina, nos anos 90. Ontem foi detido na Sérvia, no Norte do país, onde vivia numa aldeia com uma identidade falsa. Tido como o principal responsável do massacre de Srebrenica – onde morreram cerca de 8 mil homens bósnios muçulmanos, e procurado há 16 anos pelo Tribunal Penal Internacional de Haia (TPI), Mladic, de 69 anos, foi encontrado em Lazarevo, uma aldeia do Norte da Sérvia: “Detivemos Ratko Mladic hoje [ontem] de manhã. O processo de extradição está agora em curso”, anunciou o presidente sérvio, Boris Tadic, fazendo referência à provável transferência do ex-militar para ser julgado pelo TPI. Horas depois da detenção, Mladic já tinha sido presente a um tribunal sérvio. Continuar lendo

Parcerias Estratégicas II

Nada de novo, mas bom de se lembrar… Além disso, fazia tempo que não postava nada sobre o Muamar e sua “heróica resistência ao imperialismo ocidental”. O cross-dressing de Trípoli está agüentando bem e resistindo muito mais do que esparavam vários especialistas do lado de cá. Eu disse que não seria fácil derrubar o Cauby do Mundo Árabe!

Em tempo, o recurso a soldados da fortuna não é privilégio de Kadafi. Empresas estadunidenses estão empregando mercenários latino-americanos no Iraque e no Afeganistão, e há registro de que os rebeldes também o façam na Líbia.

E, falando de Colômbia, um problema grave que eles estão enfrentando por lá é a desmobilização das forças, já que o conflito interno (segundo uma amigo diplomata estrangeiro, que conhece como ninguém aquela área -mesmo!- não é guerra civil) está se resolvendo. Muitos desses soldados que lutaram contra as FARC estão procurando emprego… E o que sabem fazer? Lutar, ora!

PS: Meus amigos de esquerda vão dizer que isso não passa de propaganda de guerra dos ingleses…

Los vínculos de la Libia de Gadafi con las guerrillas de América Latina

Arturo Wallace
BBC Mundo:  Última actualización: Miércoles, 25 de mayo de 2011 

Inspiración política, armas o entrenamiento para guerrilleros en pleno desierto… los lazos que unen a la Libia de Gadafi con buena parte de la izquierda latinoamericana son muchos, muy estrechos y empezaron a tejerse hace casi cuatro décadas. Continuar lendo

Peru: Toledo declara apoio a Humala

Será que alguém esperava que Toledo apoiaria Fujimori? Isso porque ele tinha dito, ao encerramento do primeiro turno, que não apoiaria ninguém. De toda maneira, a eleição não está fácil no Peru. Complicado falar em favorito.  Reitero que os peruanos estão entre a cruz e a calderinha… Pobre América Latina…

Perú: Alejandro Toledo anuncia su respaldo a Ollanta Humala

BBC: Viernes, 27 de mayo de 2011

El ex presidente del Perú, Alejandro Toledo, anunció este jueves su apoyo a la candidatura de Ollanta Humala, quien el próximo 5 de junio disputará la segunda vuelta presidencial frente a Keiko Fujimori. Continuar lendo

França vende navios à Rússia

Interessante essa iniciativa no âmbito do G-8 pois, como lembrou um amigo diplomata, é a primeira vez que a armada russa compra navios de guerra estrangeiros. Seria um sinal, ainda, de aproximação russo-francesa?

Por falar nisso, o nosso FX continua parado…

Acuerdan venta de buques de guerra franceses a Rusia

Francia y Rusia llegaron a un acuerdo sobre la venta de cuatro buques de guerra franceses a Rusia, anunciaron los líderes de los dos países. Continuar lendo

Copa de 2014: E vamos para a África do Sul!

Não costumo comentar assuntos domésticos, mas abrirei uma exceção para postar a matéria da Veja que segue… “Mas é a Veja”, dirão alguns.

Tudo bem, em que pese o fato de ser matéria da Veja, o tema merece reflexão. Não precisa ser especialista para ver o quanto estamos despreparados, atrasados e perdidos diante dos grandes eventos que se aproximam: Copa das Confederações (2013), Copa do Mundo (2014), Jogos Olímpicos e Paraolímpicos (2016), só para falar dos maiores! (Ah, sim! A título de curiosidade, e para o pessoal já ir se preparando, o Rio será sede dos Jogos Mundiais Militares agora em julho, e a cidade é pré-candidata aos Jogos Gays de 2018!).

O atraso nas obras é só um aspecto do despreparo do País para esses eventos. Na verdade, é o que menos me preocupa. Há quem diga que isso é um artifício para, chegando 2012, alegar-se urgência, estabelecer-se dispensa de licitação e tocar essas obras em ritmo acelerado e a custos mais que elevados. Jeitinho brasileiro…

Os estádios não são problema. É todo o resto que preocupa. Não temos infraestrutura mínima (portos, aeroportos, estradas, hospedagem, restaurantes, etc.) para receber as delegações e os milhares de torcedores – vide meu post sobre a chegada em Guarulhos. Falta preparo em termos de recursos humanos para receber esse povo todo, de treinamento e capacitação no setor de serviços a cursos de aperfeiçoamento para os agentes públicos que trabalharão no período dos eventos. Só por curiosidade: quem fala outros idiomas no Brasil em condições de atender aos turistas dos quatro cantos do planeta.

Um próximo post será dedicado ao que mais me deixa preocupado: a segurança para os grandes eventos. Mas disso tratarei em outro momento.

Creio que, se continuar assim, vamos passar uma vergonha danada, na melhor das hipóteses. Ou, no caso da Copa do Mundo, pode ser que a África do Sul seja chamada a sediar novamente o evento, dada a (in)competência extremada do Brasil.

Um estimado aluno apresentou uma excelente idéia para tentar solucionar a situação: parece que a Rússia já está com quase tudo pronto para a Copa que sediará em 2018 (isso mesmo!). Então, o melhor seria o Brasil propor uma troca e tentar se preparar para 2018 (com sorte, conseguimos acabar alguns estádios até lá). Resta  só combinar com os russos, hehehe…

21/05/2011 10:47

REVISTA VEJA: Prontos para a Copa …de 2038

A 36 meses do pontapé inicial para a Copa de 2014, o Brasil só investiu 7,5% do necessários  para preparar seus estádios. Para virar o jogo, será preciso correr – e muito Continuar lendo

Estudantes berlinenses recorrem ao sexo para financiar os estudos

Berlim sempre foi uma cidade liberal… Como se não acontecesse em outros lugares do mundo…

De toda maneira, isso é que eu chamo de dar duro para manter os estudos… Sem maiores comentários…

 

Faute de bourses, les étudiants berlinois prêts au sexe

BERLIN (Reuters) – Trente-trois pour cent des étudiantes et étudiants berlinois n’excluent pas d’user de leurs charmes pour financer leurs études – soit en se livrant à la prostitution, soit en s’exhibant dans des spectacles coquins ou sur internet.

A Paris, où le Centre d’études de Berlin a mené également une enquête, 29,2% des étudiantes et étudiants se disent prêts à recourir à de telles pratiques pour gagner de l’argent, et 18,5% à Kiev, la capitale ukrainienne.

Sur les 3.200 étudiants interrogés à Berlin, quatre pour cent reconnaissent avoir déjà eu recours au sexe pour financer leurs études.

Eric Kelsey, Guy Kerivel pour le service français

Cresce a presença chinesa na África

Como bem lembrou meu amigo Dario Alberto de Andrade Filho, só há cerca de dois séculos que a China deixou de ser a maior economia do mundo. E, pelo visto, os chineses estão dispostos a logo recuperar o posto.

China’s growing presence in Africa

Reuters, May 24, 2011 10:05 EDT


By Mark Mobius
The opinions expressed are his own.

There are some key forces both pushing and pulling China into Africa. First, China now has the world’s largest amount of foreign reserves, reaching $3 trillion, more than twice that of Japan and far larger than most other countries. Up to now a large portion of these reserves have gone into U.S. government debt but increasingly China is finding the necessity to diversify those reserves  because of the growing precarious situation with the U.S. Dollar and concerns about U.S. government debt. Continuar lendo