Putin chama os EUA de “parasita da economia global”

A crítica de Vladimir foi forte. E falou isso perante uma platéia de jovens, que o têm como referência.

Será que o Premier russo estaria tentando doutrinar as novas gerações nos moldes soviéticos? Não me surpreenderia se assim fosse. Uma vez KGB, sempre KGB…

De toda maneira, fica evidente que está em campanha presidencial e tem 70% de popularidade (fazendo inveja a muitos líderes pelo mundo). Na Rússia, eu votaria nele…

Gosto de Putin. Uma vez KGB, sempre KGB…

Putin says U.S. is “parasite” on global economy

Mon, Aug 1 2011

By Maria Tsvetkova

LAKE SELIGER, Russia (Reuters) – Russian Prime Minister Vladimir Putin accused the United States Monday of living beyond its means “like a parasite” on the global economy and said dollar dominance was a threat to the financial markets. Continuar lendo

Uma visão russa da Líbia e do Levante

Excelente entrevista com o velho Primakov, que continua lúcido. Não é à toa que o homem foi Ministro das Relações Exteriores e chefe da Inteligência Externa da Rússia. Gostei, particularmente, da análise sobre o perfil de Kadafi e do imbróglio em que o Ocidente está se metendo. Recomendo a leitura.

SPIEGEL ONLINE
07/26/2011 05:52 PM
 

Interview with Former Russian Prime Minister – ‘What Will Happen After Gadhafi?’

By Matthias Schepp and Bernhard Zand
 

In an interview with SPIEGEL, 81-year-old former Russian Prime Minister, Foreign Minister and chief of foreign intelligence Yevgeny Primakov discusses the situation in Libya and Russia’s concerns about an “explosive trend” in NATO operations. Continuar lendo

Putin e as eleições presidenciais de 2012

Estou até agora tentando imaginar o que Vladimir Putin quer dizer com “eleições sujas”… De toda maneira, alguém tem dúvida de que o Czar do século XXI pretende permanecer no poder? E que deve vencer as próximas eleições? E isso é bom para a Rússia, acredito sinceramente. Ademais, não haveria oposição que conseguisse fazer frente a Putin-Medvedev… Gosto de Putin. Ele “foi” do KGB…

(Em tempo: Putin falava desde Ecaterimburgo, cidade onde o Czar Nicolau II e sua bela família passaram os últimos dias de vida e foram massacrados pelas malditas forças bolcheviques, no início das sete décadas de trevas que se abateram sobre a Rússia… Regicídio é crime dos mais abjetos, comparável ao parricídio… D’us abençoe o Czar e sua família!)

Putin says Russian 2012 election will be dirty

Reuters, 30JUN2011, 8:34am EDT

YEKATERINBURG, Russia (Reuters) – Russian Prime Minister Vladimir Putin warned on Thursday that the March 2012 presidential election campaign would be dirty, but stopped short of saying whether he would seek another stint as Kremlin chief. Continuar lendo

Vinte anos sem a União Soviética

Artigo muito bom dentro de uma cobertura especial da RIA NOVOSTI sobre os vinte anos do fim da União Soviética. Só lendo o artigo entendi porque a data nacional da Rússia é comemorada em 12 de junho… Recomendo.

RIA Novosti

Three chapters of history – the presidency as a mirror of reality

12:28 16/06/2011

Twenty years ago, on June 12, 1991 Russia elected its first president, Boris Yeltsin, with a convincing majority. This fact predetermined the events of the following months and became the final prerequisite for the Soviet Union’s imminent disintegration. The federal center was weakening and Soviet President Mikhail Gorbachev was rapidly losing support. He never dared hold direct elections. Against this background, the popular vote gave Yeltsin a qualitatively different level of legitimacy. Given the split in society and escalating struggle for power this was to play the decisive role. Continuar lendo

China de olho na Sibéria…

Na linha dos comentários sobre o Dragão, olha a China projetando-se em território russo… Seis milhões de russo X noventa milhões de chineses! Lendo a matéria, os números de ambos os gigantes impressionam.

Pequim olha para o extremo oriente da Rússia e suas inesgotáveis fontes de matéria-prima. Isso não vai dar certo…

Fronteira russo-chinesa: a imagem diz mais que mil palavras...

05/06/2011 12:24 PM

Change in Russia’s Far East – China’s Growing Interests in Siberia

By Matthias Schepp

There are just 6 million Russians left on the Siberian side of the border with China. Ninety million Chinese, backed by a voracious economy, live on the other side. China’s influence in Russia’s far east is growing rapidly and Siberia has become the raw material supplier to Beijing’s economic miracle.

One needs a lot of time and patience to reach the remote Russian settlement of Mirnaya. It takes almost four days to cover the 5,000 kilometers (3,100 miles) from Moscow to Lake Baikal in Siberia. Another 1,000 kilometers brings one to the regional capital of Chita, an old Cossack center. Mirnaya is still another 300 kilometers by car to the southeast, in the direction of China. Continuar lendo