E o rato continua rugindo!

1023610-800x450Claro que meus 9 (nove) leitores devem ter sentido falta de notícias do paraíso comunista na Terra, o país das maravilhas, a nação do sujeito que inventou o iPad (ele disse, não tenho razões para duvidar… e o Jobs só lhe roubou a ideia): meu malvado  favorito, Bob Filho!

Pois bem! Encontrei essa notícia de um vídeo feito na Coreia do Norte simulando um ataque nuclear daquela potência contra os EUA! Isso mesmo! As ameaças de Pyongyang envolvem a destruição de cidades como Nova York e Washington, por mísseis lançados do Pacífico! Corram para as montanhas!

Ainda não consegui o vídeo, mas assim que o obtiver posto aqui. Enquanto isso, tenho absoluta certeza de que ninguém está conseguindo dormir na Casa Branca… Agora vai!

N.Korean video simulates nuclear strikes on U.S. mainland

‘The Pacific Ocean will be the tomb for American soldiers,’ North Korean media threatens

In the video, one projectile launched from North Korea landed in the Pacific – presumably the Hwasong-10 intermediate-range ballistic missile (IRBM) – near where the Hawaiian Islands are located, and twosubmarine-launched ballistic missiles launched from the Pacific land in the state of California.

 

Continuar lendo

40 anos do fim da Guerra do Vitenã

Em 2015, o mundo celebra os 40 anos do fim da Guerra do Vietnã (sim, fim de guerra é coisa para ser celebrada). O conflito marcou os anos 60 e 70 do século XX, não só nos EUA e no Vietnã, mas em diversos lugares do planeta. É a marca de uma época, um período de profundas transformações culturais por todo o mundo (em especial no mundo livre, o lado de cá da Cortina de Ferro). Também é uma guerra marcada de significativo simbolismo, sobretudo por envolver uma Superpotência e um país considerado periférico, exemplo para qualquer estudante de polemologia como conflito assimétrico.

A derrota de fato na Guerra do Vietnã foi bastante traumática para os EUA. Era algo impensável para a maioria dos estrategistas em Washington. Seus reflexos alcançaram a doutrina de emprego das Forças Armadas estadunidenses nas décadas seguintes, afetando diretamente o planejamento das ações militares nas duas Guerras do Golfo.

A grande imagem que permanece da Guerra do Vietnã é de um conflito sem sentido, travado em um lugar distante do globo (ao menos para nós, ocidentais), movido por ideologia e interesses complexos, e um embate de um anão contra um gigante. Impossível não se fazer a associação à história de Davi e Golias, ainda mais porque o desfecho foi semelhante.

Segue o vídeo do programa Direito Sem Fronteiras, em que trato, junto com o Professor Rogério Lustosa, daquele conflito em que o pequeno humilhou o grande, e o forte se viu fraco. Isso com a sempre brilhante apresentação de Cadu Cunha! (Para variar, erraram meu nome nos créditos. Sei que ninguém ia notar se não chamasse a atenção para o caso, mas não resisti. Estou acostumado. Obrigado, papai!)

Senado dos EUA é fechado

Por motivo de segurança, fecharam o Senado dos EUA devido aos ataques da manhã de hoje. O mais surreal é que a Câmara continua em funcionamento…

size_590_capitolio-eua

Exame.com 16/09/2013 16:54

Senado nos EUA é fechado por segurança; busca continua

O senador Harry Reid, líder da maioria democrata, já havia adiado para amanhã as votações originalmente previstas para a noite de hoje.

O Senado dos Estados Unidos fechou as portas na tarde de hoje por motivos de segurança relacionados ao ataque a uma base da Marinha em Washington. Continuar lendo