O Metrô de Moscou

20171105_212917Pense em um imenso palácio subterrâneo. Salas das mais distintas temáticas, com obras de artes que fazem o visitante, por mais rápido que por elas passe, surpreender-se com a beleza ali retrada – e com a história e a cultura de um povo! Mosaicos, pinturas, vitrais. Tudo isso pelo preço de um bilhete de metrô!

Continuando nossa Operação Outubro Vermelho, a publicação de hoje se refere ao metrô de Moscou. Sim, isso mesmo que você leu! A capital russa dispõe de um sistema de transporte subterrâno de 346 quilômetros de extensão, distribuído por 12 linhas e 206 estações. Por ele circulam dez milhões de pessoas diariamente.

E o que tem o metrô de Moscou de tão especial para merecer uma publicação? Chamado de “Palácio Subterrâno” por Stálin, o metrô da capital, cuja construção foi iniciada na década de 1930, deveria levar arte ao povo que por ali circulava. Daí que cada estação teria uma temática própria, sendo preenchida por mosaicos, pinturas e até estátuas que despertassem no homem soviético a percepção do belo e o amor ao regime.

Vale muito a pena conhecer o metrô de Moscou, passear por suas estações! Faz-se mesmo um mergulho no tempo e, muitas vezes, andando por elas a gente pensa que está de volta à União Soviética.

Em nosso canal do Youtube (www.youtube.com/joanisvalbsb) fiz um vídeo mostrando um pouco do Metrô de Moscou. Vá lá conferir, curta o vídeo e se inscreva no canal. Para acessá-lo diretamente, clique aqui.

20171105_215910

Transporte público no DF: como está não dá mais!

Engarrafamento EPTG/SIAUm novo problema tem afligido o Distrito Federal ultimamente: a crise no transporte público. Além da inexistência de trens, da baixa quantidade de vagões nas 2 (duas) linhas de metrô, e escassez de ônibus (e de linhas de ônibus), agora virou moda o bloqueio das principais vias que ligam as cidades do DF e do entorno à capital federal. Todo dia há protesto, manifestação, ônibus queimado… milhares de trabalhadores gastam horas de casa para o trabalho, chegam muito atrasados ou, simplesmente, perdem o dia… O prejuízo alcança, além dos próprios trabalhadores, gente que dá duro para tocar a vida, tanto os empregadores quanto o conjunto da sociedade. Enfim, caos absoluto!

bloqueio“Ok”, diriam alguns, “as pessoas estão protestando por seus direitos”. O problema é que o direito de quem tem que ir para o trabalho, seja de ônibus, seja de carro, fica totalmente prejudicado com esses protestos… De fato, o direito constitucional e fundamental de ir e vir fica prejudicado. E, verdadeiramente, muita gente que precisa trabalhar ou depende do trabalho de quem acorda cedo para a labuta diária, acaba prejudicada. A situação é, portanto, inaceitável, ainda mais quando se sabe que muitos desses protestos são feitos por uma minoria politicamente motivada neste ano eleitoral.

Não cabe aqui perder tempo tentando encontrar o responsável pelo problema do transporte, mais especificamente do transporte público, no DF e entorno. Mais importante é pensar em como melhorar esse caos!

brasilia 120Medida interessante é buscar diminuir a grande quantidade de veículos particulares circulando. Para isso, é necessário um serviço de transporte público eficiente, eficaz e integrado.

Precisamos diversificar o transporte público no DF. Como acontece nas grandes capitais do mundo, precisamos de uma rede integrada de transporte que envolva trens de superfície (por que o DF não possui um sistema de trens de superfície? nunca entendi isso), metrô, ônibus e veículos leves sobre trilhos (a versão moderna do velho bonde). Os trens ligariam as cidades do DF e do entorno a Brasília com rapidez e eficiência. Transportam muito mais passageiros e seu bloqueio é  mais complicado…

mapa_df_menorMetrô é outra boa alternativa, apesar de bem mais cara. Com duas linhas, entretanto, e meia dúzia de vagões, não dá para ficar. Isso sem contar a greve dos metroviários. O metrô costuma ser uma alternativa eficiente, rápida, pontual, e organizada em qualquer grande cidade de países civilizados (menos em Brasília).

Ah! E temos o excelente serviço de ônibus urbano e regional (só que não)! Parte da frota do DF até que está sendo renovada – isso é um mérito que tem que ser reconhecido -, mas a prestação do serviço continua muito ruim. Precisamos ampliar a concorrência, permitindo que mais empresas entrem no mercado. Precisamos de mais ônibus e mais linhas. Precisamos de informação nas paradas e horários cumpridos. Tenho outras idéias a respeito, sobre as quais pretendo continuar tratando aqui.

metrodfFinalmente, é importante que se acabe com essa balbúrdia de bloqueio das vias. A população do DF e do entorno está cansada disso, mesmo porque não é queimando ônibus e bloqueando vias que se vai conseguir alguma coisa. A situação já está irritante.

Resolver o problema do transporte no DF será uma tarefa fundamental para nossos governantes nos próximos anos. Se nada for feito, a situação ficará insuportável…