Feliz Natal e Próspero Ano Novo!

Costumo desejar “Boas Festas” nesta época do ano. Aí descobri que a expressão ganhou força na década de 1990 nos Estados Unidos, Governo Clinton, surfando na onda do “politicamente correto” (saco!). Na época, se entendia melhor desejar boas festas que Feliz Natal, pois assim não se “ofendia” as pessoas de outras religiões…

Sem paciência para essa baboseira. Estamos no Ocidente, nossa herança é judaico-cristã e vou continuar desejando a todos um Feliz Natal! Claro que desejo Boas Festas também, mas não por ser politicamente correto.

Nosso Senhor Jesus Cristo é o cerne dessas comemorações de Natal, e o simbolismo da ocasião é mais abrangente que uma celebração religiosa. Portanto, segue a minha mensagem de fim de ano em Frumentarius!

Cartão de Natal Joanisval 2019b

Páscoa e Transformação

Páscoa-judaica-O-que-é2Gosto da Páscoa! E gosto da Páscoa não pelos chocolates, apesar de ser chocólatra – chocolates também são coisa boa. O que me atrai na Páscoa é seu significado, seu simbolismo.

Para os judeus, a Páscoa (ou Pessach, que signfica “passagem”) é um evento de extrema importância, pois se comemora e relembra a libertação dos hebreus do Egito. Segundo as Sagradas Escrituras, a primeira celebração do Pessach aconteceu há cerca de 3.500, quando, como última das dez pragas do Egito, o Senhor disse a Moisés que enviaria um anjo seu que ceifaria a vida de todos os primogênitos do Egito. Seriam poupadas as famílias daqueles que sacrificassem um cordeiro e marcassem sua porta com o sangue do animal. Assim, ocorreu, os filhos dos hebreus foram poupados e o Faraó teria decidido libertar aquele povo da escravidão. O Pessach passou então a ser celebrado como recordação do ato final daquela história de opressão, contam os judeus.

pascoa judaicaDe fato, a Páscoa judaica também pode ser associada ao início da caminhada rumo a terra prometida, com todas as transformações pelas quais o povo hebreu passaria nos 40 anos de peregrinação pelo deserto. Independentemente da maneira como se vê a história, é um momento importante para os judeus de reflexão e celebração das mudanças na vida.

Para os cristãos, Páscoa também é transformação. Foi no domingo de Páscoa o Senhor Jesus ressuscitou dos mortos, mostrando que o poder da Luz e do Amor pode trazer a nova Vida. Páscoa cristã é renascimento, é a passagem para uma nova existência, liberta das dores, sofrimentos e erros do passado. É o ovo, símbolo de nascimento e vida, e ao mesmo tempo de necessidade de mudança, de rompimento da casca protetora para que seja possível uma nova existência – é, portanto, transformação.

Como cristão, tenho na Páscoa a mais importante de nossas celebrações, exatamente porque ela nos conduz a refletir sobre o que pode mudar em nossas vidas. É por isso que, neste domingo de Páscoa, gostaria de desejar a todos meus queridos 8 (oito) leitores, a todos os amigos e familiares, muita alegra e felicidade. Que a Paz de Cristo reine entre nós e que o Criador nos abençoe com Luz, Vida e Amor!

Mesmo àqueles que não são judeus, cristãos, ou que não têm qualquer religião, aproveito a data para propor um desafio: aproveitemos essa época de transformações para mudarmos um pouco nossa vida e trazer a ela mais gentileza! Sim, começo hoje aqui em Frumentarius uma campanha por mais gentileza no dia a dia. Por favor, para saber mais a respeito, dê uma olhada em um breve vídeo em nossa página do youtube (é que não consigo inserir vídeo aqui, ainda – sou analfabeto tecnológico) clicando aqui.

Boa Páscoa! E vamos buscar transformar o mundo em um lugar melhor, mudando primeiro a nós mesmos!

Cristo-Ressuscitado1