Prisão de grupo que pretendia praticar atos de terror no Brasil

Voltando de férias. Comentarei alguns acontecimentos das últimas semanas nos próximos dias. Mas já gostaria de registrar essa primeira prisão com base na lei antiterrorismo brasileira. Parabéns ao DPF!

PF prende grupo que preparava atos de terror na Olimpíada

Por Lauro Jardim, 21/07/2016, 10:59

A Polícia Federal realizou a primeira prisão com base na lei antiterror.

Foi preso um grupo que já estava em atos preparatórios para ações terroristas durante a  Olimpíada.

As prisões foram feitas em São Paulo e Paraná. O grupo foi recrutado pelo Estado Islâmico pela internet. Entre os presos, um menor de idade.

O ministro Alexandre de Moraes vai detalhar o ocorrido ainda hoje numa entrevista.

Fonte: http://blogs.oglobo.globo.com/lauro-jardim/post/pf-prende-grupo-que-preparava-atos-de-terror-na-olimpiada.html?utm_source=Facebook&utm_medium=Social&utm_campaign=O%20Globo

Mais sobre o etarra capturado no Rio…

Agora a fonte é o El País, da Espanha, já que foi feita a observação – tremendamente pertinente, por sinal – de que a imprensa por aqui não transmite corretamente a informação. De fato, Vizán ainda não foi condenado pela Justiça espanhola. Entretanto, há uma ordem de prisão contra ele. Ademais, participa(va) de um comando armado do ETA e teria executado atos terroristas, inclusive contra agentes do Estado espanhóis. Estava foragido e escondia-se no Brasil. Deve, portanto, ser levado perante a Corte espanhola para responder por seus atos.

Não existe justificativa para terrorismo, tampouco para o recurso a meios ilegais e ilegítimos (uso da violência e da luta armada, por exemplo) para derrubar um regime ou lutar contra um governo democrático, como é o caso do Reino da Espanha.

Detenido en Río de Janeiro un etarra huido desde 1991

Joseba Gozton Vizán supuestamente colaboró en la dirección de la banda 

Joseba Gotzon Vizan González (d) es escoltado por un miembro de la Policía Federal hoy. /ANTONIO LACERDA (EFE)

El presunto etarra Joseba Gozton Vizán González, Pocholín, ha sido detenido a las 12.30 de la mañana de hoy, viernes, en Río de Janeiro (Brasil) por la policía brasileña gracias a las investigaciones realizadas por la Comisaría General de Información española. Se trata de la tercera detención en lo que llevamos de año y la número 36 desde el inicio de la presente Legislatura.

Nacido en Basauri (Vizcaya) el 7 de mayo de 1959, estaba reclamado por la Audiencia Nacional por los delitos de atentado, asesinato, pertenencia y colaboración con banda armada, según fuentes policiales. Tras huir de España en 1991 por la desarticulación del comando Vizcaya, se escondió en Francia y supuestamente colaboró con la dirección de ETA. Hace unos años se le perdió la pista y se ocultó en América. Pasó varios años en Brasil con documentación falsa facilitada por la organización terrorista. Continuar lendo

O caso do terrorista do ETA capturado no Brasil

terrorista ETA brasilInteressante… Não tinham dito que não havia terrorista no Brasil? Pois é, quero ver como ficam aqueles que têm negado a presença de membros de organizações terroristas no País. Algumas observações a respeito:

1) Ao contrário do que noticiaram alguns meios, o sujeito não é “acusado” de terrorismo. Ele é terrorista, com todas as letras, autor de atos de terror e condenado por terrorismo!

2) Estava vivendo tranqüilamente no Brasil desde 1996…

3) Ingenuidade pensar que ele seja o único por essas terras… Se bem que, aqui em Pindorama, costuma-se acolher esse tipo de criminoso, sobretudo se for amigo de gente influente, não é, signori Battisti?!?

4) Claro que isso não deve ser motivo de qualquer preocupação diante dos grandes eventos que sediaremos em um futuro próximo… ao menos é que seguem afirmando alguns “especialistas”…

Só sei de uma coisa: D’us nos ajude!

PS: Um abraço aos amigos do DPF e parabéns pela captura do criminoso! Abraço a meu caríssimo Valmir Lemos de Oliveira!

G1.globo.com – 18/01/2013

Terrorista espanhol preso no Rio era professor de idiomas na Zona Sul

Crime de Joseba Gotzon González iria prescrever em 1 semana, diz PF. Foragido era ligado ao ETA e usava nome de outro espanhol no país.

 Tássia ThumDo G1 Rio

A uma semana de prescrever o crime, o terrorista do grupo basco separatista ETA Joseba Gotzon Vizan González foi preso nesta sexta-feira (18), próximo à casa onde vivia com a mulher e o filho, na Glória, Zona Sul do Rio de Janeiro. Ele trabalhava como professor de espanhol e tradutor em um curso de idiomas. Continuar lendo

Polícia Federal e Crimes Cibernéticos

Excelente notícia e parabéns ao DPF! Já estava passando da hora de termos um centro como esse! Agora, espero que o Governo federal demonstre seu real comprometimento com a questão e destine orçamento adequado e pessoal para o Centro!

Polícia Federal cria centro contra invasões virtuais

  Assessoria de Imprensa da PF. Terça, 05 Junho 2012 09:23

 A Polícia Federal inaugurou, nesta segunda-feira (4/6), o Centro de Monitoramento do Serviço de Repressão a Crimes Cibernéticos em Brasília. A ideia é proteger os sistemas de informação e infraestruturas críticas do governo federal por meio de um sistema de prevenção e investigação.

O centro contra ataques de hackers está equipado com ferramentas de análise de dados e inteligência policial, que serão manuseadas por policiais especializados.

Segundo a própria Polícia Federal, as cerca de 320 redes do Governo Federal recebem mais de 2 mil ataques por hora e o objetivo do centro inaugurado será identificar e acompanhar, continuamente, os responsáveis por estes ataques.