Iraque e Líbia: o preço do sucesso

Artigo enviado pelo Daniel Pinto há alguns dias. A análise permanece atual. E, de fato, ainda não assimilei a barbaridade que fizeram com o Kadafi… Não adianta, o homem foi Chefe de Estado (de fato) durante quatro décadas e não merecia aquele tratamento. Pura barbárie. E, lamentavelmente, sinal dos dias sombrios que a Líbia passará em um futuro próximo…

“Ah”,  dirão alguns, “mas o homem teve o fim que merecia!”. Discordo. Ninguém merece aquele tratamento degradante. O empalamento… a execução sumária… E tão abjeta quanto foi a maneira como deixaram o corpo exposto para visitação em um frigorífico. Sei não… A crueldade humana e anseio por vingança não encontram limites…

Não escreverei mais sobre Kadafi. Que descanse em paz…

Libya and Iraq: The Price of Success

Stratford – October 25, 2011
 Related Videos

By George Friedman

In a week when the European crisis continued building, the White House chose publicly to focus on announcements about the end of wars. The death of Moammar Gadhafi was said to mark the end of the war in Libya, and excitement about a new democratic Libya abounded. Regarding Iraq, the White House transformed the refusal of the Iraqi government to permit U.S. troops to remain into a decision by Washington instead of an Iraqi rebuff.

Though in both cases there was an identical sense of “mission accomplished,” the matter was not nearly as clear-cut. The withdrawal from Iraq creates enormous strategic complexities rather than closure. While the complexities in Libya are real but hardly strategic, the two events share certain characteristics and are instructive. Continuar lendo