Obama entre as duas Coréias

A visita do Presidente Obama à zona desmilitarizada entre as duas Coréias é um movimento interessante no intrincado tabuleiro do Extremo Oriente. Afinal, será o Presidente dos Estados Unidos da América a visitar uma zona de guerra (tecnicamente, as duas Coréias continuam em guerra desde a década de 1950, quando um armistício suspendeu os combates). E, mais importante, reunir-se-á com os líderes russo, Medvedev, e chinês, Hu Jintao. Ou seja, teremos um encontro entre a Superpotência e as duas grandes potências asiáticas, entre as quais o principal aliado de Pyong Yang (a China).

O tema do encontro entre os líderes de três potências nucleares não será, apenas, a crise na península coreana e os anseios megalomaníacos da Coréia do Norte. Também tratarão do Irã e seu programa nuclear. Oportunidade rara em que esses três homens se reúnem.

Apesar da pouca atenção dada ao evento pela imprensa por aqui, pode-se ter aí um momento histórico que certamente influenciará o futuro da Ásia e do planeta…

Obama to visit DMZ, raise pressure on North Korea

Reuters, 20MAR2012- 7:58pm EDT

By Alister Bull and Matt Spetalnick

WASHINGTON (Reuters) – President Barack Obama, seeking to increase pressure on North Korea to abandon its atomic weapons, will visit the Demilitarized Zone (DMZ) on South Korea’s tense border on Sunday before a nuclear security summit in Seoul.

Obama’s visit to the border will be a strong show of support for South Korea, the White House said on Tuesday, sending a message to the North as Washington builds an international effort to get stalled nuclear disarmament talks back on track. Continuar lendo