Tags

, , , , ,

A Rússia é um país fascinante e mais ainda é seu povo (de fato, a miríade de povos que compõem aquela Federação). Segue interessante artigo, extraído da Gazeta Russa, sobre a maneira como os russos se comunicam por meio do sorriso (sim, isso mesmo!). Não sei até que ponto se pode generalizar tanto, mas é uma matéria que vale a pena ser lida por todos aqueles que desejem conhecer mais aquele grande país!

10 razões para sorrir (ou não) na Rússia

29/11/2013 Iossif Stérnin, especial para Gazeta Russa

Sorriso desempenha funções distintas do que se vê em outros países. Na opinião dos estrangeiros, os russos são sombrios, carrancudos e sorriem pouco. No entanto, a ausência de sorrisos não significa antipatia.

10 razões para sorrir (ou não) na Rússia
De um modo geral, a cultura comunicativa russa tem como pontos fortes a sinceridade e abertura Foto: Shutterstock

Não dá para negar que na Rússia há muita gente de cara fechada. Este é um dos traços nacionais mais marcantes do comportamento não verbal e da comunicação. Isso faz com que o sorriso assuma outros significados, além da expressão de alegria comum em outros lugares do mundo. De um modo geral, a cultura comunicativa russa tem como pontos fortes a sinceridade e abertura. Durante séculos, a vida cotidiana dos russos foi preenchida por uma difícil luta pela sobrevivência, e a preocupação constante foi fixada no inconsciente coletivo, passando a fazer parte do comportamento habitual.Saiba como identificar os sinais por trás de um sorriso russo e evite aborrecimentos desnecessários.

1. Sorriso contido
Na maior parte das vezes, os russos mexem os lábios, mostrando ligeiramente apenas os dentes superiores. Mostrar os dentes superiores e inferiores é considerado “vulgar” e recebe o apelido de sorriso “arreganhado” ou “de cavalo”.

2. Simpatia, só que não
Na comunicação entre os russos, o sorriso nem sempre é sinal de cortesia. Quando o sorriso é constante, é rotulado de hipocrisia ou disfarce.

3. Conhecidos somente
Ao se comunicarem, os russos não têm o hábito de sorrir para desconhecidos. Por isso, funcionários de lojas e postos de serviço não costumam sorrir para os clientes.

4. Sem reciprocidade
Os russos não costumam retribuir sorrisos avulsos. Mesmo que um conhecido se desfaça em sorrisos para um russo, pode ser que não seja correspondido. O sorriso, nesse caso, é encarado como um convite ao diálogo.

5. O outro lado da história
Apesar de tudo que foi dito anteriormente, o sorriso russo pode ser também uma demonstração de simpatia. Sorrindo para outra pessoa, os russos enviam uma mensagem: gosto de você. Daí o fato de sorrir só para conhecidos, já que ninguém nutre esse sentimento caloroso por qualquer pessoa.

6. Atenção acima de tudo
Raramente os russos sorriem em situações profissionais ou tratando de um assunto de responsabilidade. Os funcionários da alfândega, por exemplo, não sorriem por estarem ocupados com um trabalho importante. Os professores não também não costumam aceitar que os alunos sorriam durante as aulas. Uma das advertências mais frequentes nas escolas russas é: “Por quê está sorrindo? Preste atenção!”

7. Prova de sinceridade
O sorriso pode expressar boa disposição ou simpatia para com o interlocutor. Mas o mais importante é que o sorriso seja sincero. Sem isso, não há razões para sorrir.

8. Apenas quando necessário
Um sorriso sem justificativa pode suscitar preocupação e desejo de obter uma explicação.

9. Respeito à situação
O sorriso deve ser “conveniente”, do ponto de vista dos presentes, e adequado ao contexto. É falta de respeito sorrir em momento de tensão ou na presença de alguém afligido por problemas pessoais, de saúde etc.

10. Sorriso sem graça
Na mentalidade russa, o sorriso se assemelha ao riso, e ambos são considerados expressões emocionais idênticas. É frequente, na Rússia, o sorriso de alguém ter como resposta: “Não entendi a graça”.

Iossif Stérnin é chefe do departamento de Linguística Geral e Estilística da Universidade Estatal de Voronej.

Anúncios