Tags

, , , ,

fotos-filas-620-465Pois é! Finalmente (demorou!), o Secretário de Saúde do DF, Elias Miziara, foi demitido. Ele havia declarado que os problemas de saúde pública na capital de Pindorama estavam relacionados aos pacientes, que “têm o mau hábito de procurar os hospitais principalmente à noite”. Afinal, que história é essa do cidadão sair, depois, das 18h, em busca de um pediatra para o filho doente? A infeliz declaração ocorreu paralelamente à morte de um bebê, por falta de atendimento apropriado, no Hospital de Planaltina.

As duas notícias revelam o total descaso com a saúde pública no DF. Também são exemplo da falta de humanidade com que certos profissionais da área (que não representam a maioria, bom esclarecer) tratam pessoas que os procuram em busca de ajuda. Impressiona como certos profissionais da Saúde esqueceram um juramento que supostamente fizeram ao se consagrarem ao serviço do cuidado para com os enfermos.

Saude BrasilA falta de humanidade é um problema privado, pessoal de que mereceria ter seu diploma cassado. A falta de médicos, leitos e equipamentos hospitalares é um problema público e assinala, no mínimo, incapacidade do Governo de gerenciar a prestação de um serviço essencial à população. 

O que me incomoda é, como um Estado que consegue reunir dois bilhões de reais para um estádio de futebol (agora chamado “arena”, por questões de marketing, claro) não tem serviços públicos de qualidade, não oferece ao cidadão uma prestação tão essencial. Absurdo a oitava economia do mundo ter hospitais nas condições dos nossos, com pessoas tratadas como coisas, com pacientes jogados pelos corredores dos hospitais, deitados no chão, sofrendo e morrendo à espera de atendimento!

No Brasil de hoje, o que o cidadão que paga seus impostos e trabalha honestamente para tocar a vida tem que se preocupar é em não adoecer. Porque se ficar doente, não terá atendimento adequado nos hospitais públicos. Se precisar de uma UTI pública, entrará em uma fila de espera, uma fila de morte. E, se chegar com um filho doente a uma unidade de atendimento do Estado à noite, terá que voltar para casa (sobretudo se precisar de pediatra)…

E ainda há políticos que dizem que a Saúde no Brasil vai bem. Não vai. O Brasil está doente, física e mentalmente. Alguma coisa precisa ser feita. Ou isso, ou as pessoas terão que parar com esse péssimo hábito de adoecer…

Hospital_publico

Anúncios