Tags

, , , , ,

Meus queridos leitores,

Naturalmente, acompanhei pela TV a cerimônia no Marco Zero e, como muitos, emocionei-me com as lembranças trágicas daquele 11 de setembro de 2001. E chorei. Chorei pelas milhares de vidas que foram ceifadas por atos de barbárie que nada, absolutamente nada pode justificar. Chorei pelas mães e pais que perderam seus filhos, as esposas e esposos que perderam seus companheiros, os filhos que ficaram órfãos. Chorei pelos sonhos que foram interrompidos e pelos anos que não serão vividos. Sim, chorei por todas as vítimas daqueles horrendos atentados…

Sei que ainda há os que dirão: “bem feito! os Estados Unidos mereceram o 11 de setembro!” Permitam-me discordar. Não acho que os homens e mulheres que foram vitimados naquela manhã ensolarada porém a mais sombria, mereceram o destino que lhes chegou pelas mãos de fanáticos. Não acho que as pessoas comuns, que iam para mais um dia de jornada ganhar a vida, vivendo simplesmente, mereceram aquela sina. Não, nada justifica o que lhes foi feito e nem eram elas as responsáveis por todos os males do mundo, como não o são os Estados Unidos.

Minha tristeza é pelos que foram vitimados pelo 11/09, mas é também pelos milhões em todo o globo que sofreram e ainda sofrem as conseqüências das ações de resposta aos ataques: Afeganistão, Iraque, Líbano, Israel, Espanha, Reino Unido… Muitos ainda pagarão pelo mal feito por um bando de terroristas…

O que os terroristas do 11/09 conseguiram foi catalizar o ódio, multiplicando a dor e o sofrimento de pessoas por todo o mundo, independentemente de religião, raça ou ideologia… Portanto, não aceito aqueles atos… E choro pelos que deles foram e são vítimas. E choro pela humanidade que a cada ato de terror, promovido por indivíduos ou por Estados, vê-se tolhida em sua essência. Choro, pois ainda levaremos muito tempo para aprender que violência só gera mais violência, desde o sempre.

Minha homenagem e meu luto pelas vítimas do 11/09, vivas e mortas, nos EUA e pelo mundo…

Anúncios