Tags

, , , , , ,

Sinceramente, tenho minhas dúvidas se um único sujeito poderia causar um estrago tão grande, atuando em dois pontos distintos e distantes. De toda maneira, se foi realmente um extremista de direita, cabe o aprendizado de que a ameaça pode estar onde menos se espera. Lembro que terrorismo não tem rosto. Muitas vezes, enquanto se procura embaixo de um turbante ou atrás de um véu, a face do terror pode estar naquele branco caucasiano cristão insuspeito…

Mais algumas fotos minhas tiradas hoje (como a primeira deste post) e a matéria sobre o suspeito de perpetrar os atentados…

Folha.com 23/07/2011 – 04h38

Polícia identifica suposto autor de ataques na Noruega como “islamofóbico”

DAS AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

A polícia da Noruega identificou como um norueguês “fundamentalista cristão”, com “opiniões hostis ao islã”, o suposto autor do duplo atentado cometido nesta sexta-feira em Oslo e em uma ilha vizinha à capital, que causou pelo menos 91 mortes, segundo novo balanço da polícia.

O suspeito, detido após o massacre na ilha e identificado pela imprensa local como Anders Behring Breivik, de 32 anos, agiu sozinho, segundo as investigações policiais em curso.

Reprodução Facebook
Foto do suposto atirador em sua página no Facebook
Reprodução da foto do suposto atirador de ataque na Noruega em sua página no Facebook

Em uma busca em seu domicílio após os ataques, a polícia encontrou várias mensagens postadas na internet com conteúdo ultradireitista e anti-islã, segundo declarações policiais à cadeia pública NRK.

Testemunhas relataram ao mesmo meio que o agressor entrou no acampamento juvenil social-democrata com uniforme da polícia e se identificou como tal para ter acesso ao local.

Durante a madrugada, a polícia apresentou o cálculo de 84 vítimas na ilha de Utoya, onde centenas de jovens de entre 14 e 17 anos participavam de um acampamento da juventude social-democrata, o partido do primeiro-ministro Jens Stoltenberg. Mais de 20 estão internadas, a maioria em estado grave.

O ataque na ilha ocorreu por volta das 10h30 de Brasília, duas horas depois do atentado a bomba no complexo governamental de Oslo, que deixou sete mortos e 15 feridos.

A explosão estourou vidraças no edifício de 17 andares onde fica o escritório do primeiro-ministro e também do Ministério do Petróleo, que está em chamas.

O prédio do tabloide “VG” e outras publicações norueguesas, que fica próximo, também foi danificado.

 

Arte Folha

 

 

Arte Folha

 

“Vi que as janelas do edifício do “VG” e da sede do governo estouraram. Há pessoas ensanguentadas nas ruas”, disse um jornalista da rádio estatal NRK, que está no local.

“Há vidro por toda a parte. É o caos total. As janelas de todos os edifícios dos arredores voaram pelos ares”, afirmou o jornalista da NRK Ingunn Andersen, que a princípio pensou que o estrondo fosse um terremoto.

As imagens divulgadas pelos jornais noruegueses mostram os destroços acumulados em frente ao edifício da “VG”. Já as cenas filmadas por noruegueses nos momentos após a explosão mostram grande correria e pânico nas ruas.

Berit Roald/Associated Press
Anúncios