Tags

, , , , , ,

Serviço de utilidade pública de Frumentarius. Hoje o céu desabou em Brasília, dando início à estação das chuvas na capital brasileira. E, como temos muitos amigos e leitores que chegaram há pouco a nossa amada cidade e não conhecem cenário diferente daquele da seca, gostaríamos de alertar para outra particularidade desta terra: com as primeiras chuvas, o asfalto de Brasília adquire uma composição semelhante a sabão (isso que você leu). Não trarei as explicações físico-químicas para o fenômeno. Mas o que desejo é alertar nossos motoristas (os brasilienses e os recém-chegados à cidade) para que redobrem a atenção ao dirigir por aqui com as chuvas.

Só quem é de Brasília sabe realmente como o asfalto com óleo de meses em reação com a água faz as nossas pistas perigosas. Dirija com atenção, mantenha distância do carro da frente. Nosso asfalto é realmente diferente, acredite!

Outra coisa: há sempre a possibilidade de que os bueiros fiquem entupidos e os alagamentos ocorram, principalmente nas nossas “tesourinhas”. O conselho, nesse caso, é: quando começar o pé d’água, pare o carro em um lugar seguro e espere – costuma passar rápido e depois só garoar. Nunca, em hipótese alguma, entre em uma tesourinha que começa a alagar – você pode ter uma péssima experiência. E, se a água chegar à janela do seu carro (não é brincadeira, isso pode acontecer), deixe o veículo e vá embora (nadando), pois é melhor perder o carro que a vida.

Para ilustrar o que é Brasília com chuva, segue o vídeo do herói Leônidas, o surfista do Planalto, um ícone de nossa terra!

Anúncios