Risco de terrorismo na Copa

Quem me mandou a matéria foi minha amiga Iva Fonseca. Não é de hoje que tenho chamado atenção para o problema. E o problema não é só a Copa, mas todos os grandes eventos que teremos no Brasil nos próximos anos. Será que vamos esperar que um novo Munique 1972 aconteça por aqui? Ainda estamos muito vulneráveis…

Para os interessados, a Intelpro promove treinamento em contraterrorismo e inteligência. Para acessar a Intelpro e conhecer nossos serviços, clique aqui.

Folha, 17/11/2011

PF vê elevado risco de terrorismo na Copa

Chefe da Polícia Federal em SP diz que presença de autoridades estrangeiras no país aumenta chance de ataque. Em entrevista à Folha, Roberto Troncon Filho também defendeu o uso de algemas em operações policiais

FLÁVIO FERREIRA, SILVIO NAVARRO, DE SÃO PAULO
 

A Polícia Federal trabalha com o cenário de “risco elevado” para atos de terrorismo na abertura da Copa de 2014, quando os olhos do mundo estarão voltados para a capital paulista.

Essa é a avaliação do superintendente da PF em São Paulo desde maio, o delegado Roberto Troncon Filho, 49, especializado no combate ao crime organizado desde 2004.
Em entrevista à Folha, o chefe do órgão em São Paulo também critica alterações no projeto de lei sobre lavagem de dinheiro e defende o uso de algemas em operações.
Leia trechos da entrevista. Continuar lendo

11 de setembro de 2001: um dia que jamais será esquecido…

Meus queridos leitores,

Naturalmente, acompanhei pela TV a cerimônia no Marco Zero e, como muitos, emocionei-me com as lembranças trágicas daquele 11 de setembro de 2001. E chorei. Chorei pelas milhares de vidas que foram ceifadas por atos de barbárie que nada, absolutamente nada pode justificar. Chorei pelas mães e pais que perderam seus filhos, as esposas e esposos que perderam seus companheiros, os filhos que ficaram órfãos. Chorei pelos sonhos que foram interrompidos e pelos anos que não serão vividos. Sim, chorei por todas as vítimas daqueles horrendos atentados…

Sei que ainda há os que dirão: “bem feito! os Estados Unidos mereceram o 11 de setembro!” Permitam-me discordar. Não acho que os homens e mulheres que foram vitimados naquela manhã ensolarada porém a mais sombria, mereceram o destino que lhes chegou pelas mãos de fanáticos. Não acho que as pessoas comuns, que iam para mais um dia de jornada ganhar a vida, vivendo simplesmente, mereceram aquela sina. Não, nada justifica o que lhes foi feito e nem eram elas as responsáveis por todos os males do mundo, como não o são os Estados Unidos.

Minha tristeza é pelos que foram vitimados pelo 11/09, mas é também pelos milhões em todo o globo que sofreram e ainda sofrem as conseqüências das ações de resposta aos ataques: Afeganistão, Iraque, Líbano, Israel, Espanha, Reino Unido… Muitos ainda pagarão pelo mal feito por um bando de terroristas…

O que os terroristas do 11/09 conseguiram foi catalizar o ódio, multiplicando a dor e o sofrimento de pessoas por todo o mundo, independentemente de religião, raça ou ideologia… Portanto, não aceito aqueles atos… E choro pelos que deles foram e são vítimas. E choro pela humanidade que a cada ato de terror, promovido por indivíduos ou por Estados, vê-se tolhida em sua essência. Choro, pois ainda levaremos muito tempo para aprender que violência só gera mais violência, desde o sempre.

Minha homenagem e meu luto pelas vítimas do 11/09, vivas e mortas, nos EUA e pelo mundo…

Beslan: 7 anos…

Aconteceu há sete anos. No primeiro dia do ano letivo, na pequena cidade de Beslan, o mundo presenciou estarrecido a momentos trágicos em que terroristas tomaram centenas de pessoas (a maioria crianças) como reféns.

Passados três dias, uma operação malajambrada de forças especiais russas pôs fim ao seqüestro, com o nefasto saldo de 334 mortos, mais da metade crianças.

Primeiro de setembro é um dia triste para a Rússia e para mundo. Marca um momento da História da humanidade em que a inocência e a doçura foram vítimas do terror e do ódio.

Nossa homenagem às vítimas de Beslan.

RIA Novosti

Beslan siege remembered seven years on

http://en.rian.ru/russia/20110901/166359179.html                             19:18 0 1/09/2011

Russia marks on Thursday the seventh anniversary of the start of the Beslan school siege, the second deadliest terrorist attack outside of the Middle East in modern times.

The three-day siege, which ended when special forces stormed the building, claimed the lives of 334 people, more than half of them children. Many others were crippled for life. Continuar lendo

Imagens que dizem muito…

Sinceramente, acho que estas duas fotos que tirei no dia seguinte aos atentados ficaram muito boas… São imagens que dizem muito.

Noruega: o que temos a aprender com isso?

De volta a Brasília.

Artigo nosso publicado no Correio Braziliense de hoje, 25/07/2011. E mais algumas fotos que fiz da cidade no dia seguinte ao atentado…

O que temos a aprender com isso

Joanisval Gonçalves – Correio Braziliense – 25JUN2011

No dia 22 de julho de 2011, a Noruega parou. No centro de Oslo, a capital do país nórdico, um gigantesca explosão. Fumaça. Vidros quebrados. Gritos. Pessoas correndo desesperadas sem ter aonde ir. Sangue. Lágrimas. O impacto foi sentido a centenas de metros. Prédios tremeram e o barulho foi ouvido a mais de um quilômetro do local da explosão. E, pela primeira vez em sua história, a Noruega sofria um ataque terrorista. Continuar lendo

Unabomber nórdico???

Sinceramente, tenho minhas dúvidas se um único sujeito poderia causar um estrago tão grande, atuando em dois pontos distintos e distantes. De toda maneira, se foi realmente um extremista de direita, cabe o aprendizado de que a ameaça pode estar onde menos se espera. Lembro que terrorismo não tem rosto. Muitas vezes, enquanto se procura embaixo de um turbante ou atrás de um véu, a face do terror pode estar naquele branco caucasiano cristão insuspeito…

Mais algumas fotos minhas tiradas hoje (como a primeira deste post) e a matéria sobre o suspeito de perpetrar os atentados…

Continuar lendo

The day after…

São 14h30 agora em Oslo. A cidade volta à normalidade. O perímetro de segurança foi reduzido. E muitas ruas do centro reabertas (inclusive a minha). A explosão foi a uns cem metros do meu hotel. Logo na esquina, uma loja de roupas teve todos os seus vidros quebrados. O mesmo aconteceu com outras lojas na região.

Saí para fazer um reconhecimento. Tirei algumas fotos. Não foi possível chegar ao epicentro do atentado, mas estive perto. Muitas lojas, restaurantes e bares continuam fechados. Os pontos turísticos idem.

Claro que estão todos em estado de alerta. Muitos policiais fortemente armados e militares nas ruas. Hoje há realmente muitos militares guardando o centro de Oslo, não só os prédios públicos.

Começam as homenagens aos mais de 90 mortos. Minha solidariedade ao povo da Noruega.

Seguem mais fotos que tirei da cidade…

Continuar lendo

Atentado em Oslo

O atentado ocorreu na quadra acima da do meu hotel. Tentei chegar ao local, mas os noruegueses já tinham isolado o perímetro (eficientemente). Decidi dar uma volta aqui pelo centro: Parlamento isolado, Palácio Real idem.

O comércio fechou as portas, inclusive os bares da movimentada área central, na Karl Johanes Gate. As pessoas estão assustadas pela rua. Vidros quebrados nas lojas aqui ao lado do hotel.

Ah, sim! Disse que isolaram o perímetro. Meu hotel está dentro do perímetro agora, naturalmente. Tive que me identificar como hóspede para passar pela linha de segurança e entrar no hotel.

Atentado em Oslo: o terrorismo chega à Noruega

Aconteceu há umas três horas aqui em Oslo. Até agora, há registro de dois mortos. As ruas do centro estão fechadas. Pessoas em pânico. É o primeiro atentado terrorista na história recente da Noruega. Estou acompanhando as notícias pela TV norueguesa e tentando entender a situação.

Do meu hotel foi possível ouvir a explosão, disse-me a recepcionista. Fecharam minha rua. Gente correndo. Sirenes. Eu não vi nem ouvi nada. Vou dar uma saída para ver a coisa in loco. Depois comento.

Bomb rocks government offices in Oslo, two said dead

Photo
Reuters, 22JUL2011-11:35am EDT
By Walter Gibbs and Alister Doyle

OSLO, Norway (Reuters) – A massive bomb shattered Norway’s main government building in Oslo Friday, killing two people police were quoted as saying by local news agency NTB. Continuar lendo