Grande Guerra: Armas I

Perto de se completar um século de sua deflagração, a I Guerra Mundial (1914-1918) continua fascinando os historiadores e todos os que se interessam por assuntos militares. Sem dúvida, aquele conflito trouxe mais inovações em termos tecnológicos que qualquer confronto que o precedeu. E um dos campos com maiores novidades foi o de armamentos.

Nesse sentido, duas armas primeiramente usadas na Grande Guerra e que mudariam o pensamento militar a partir de então foram  o avião e o carro de combate.

Com o avião, a guerra adquiriu mais uma dimensão. Já naquele conflito a nova arma foi usada para reconhecimento aéreo, para orientar o fogo de artilharia e para bombardear as posições do inimigo. No entre-guerras desenvolveu-se a doutrina do domínio do ar como condição necessária e suficiente para assegurar a vitória. Isso foi atestado na II Guerra Mundial (1939-1945).

Já o carro de combate, outra importante inovação, empregado inicialmente como arma tática de apoio à infantaria, cresceria de importância no entre-guerras: a mecanização passou a ser defendida por alguns doutrinadores, e os carros de combate funcionariam como uma cavalaria moderna. Imprimiriam vigor e velocidade na II Guerra Mundial.

De fato, essas duas armas somadas constituíram a base doutrinária da guerra relâmpago, que se tornou a referência no conflito de 1939-1945.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s